ABRAJI, ANJ e ANER protestam contra decisão de ministro do STF em censurar matéria da Crusoé


Foto: Reprodução

A decisão do ministro do Supremo Tribunal Federal, Alexandre de Moraes, de retirar do ar reportagem da revista Crusoé, replicada pelo portal O Antagonista, foi condenada pela Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo (ABRAJI), pela Associação Nacional dos Jornalistas (ANJ) e pela Associação Nacional de Editores de Revistas (ANER), que divulgaram notas, nesta segunda-feira (15), repudiando o que chamaram de “censura”.

A ABRAJI entende que o único argumento utilizado pelo ministro para afirmar que a reportagem da revista Crusoé – em que Marcelo Odebrecht cita o presidente do STF, Dias Toffoli, em depoimento à Polícia Federal – trata-se fake News é uma nota divulgada pela Procuradoria-Geral da República que informa não ter recebido nenhuma informação sobre o depoimento de Marcelo Odebrecht na Operação Lava Jato, segundo diz trecho da matéria da Crusoé. Mas o documento citado não só existe como está disponível na internet.

Por isso, a ABRAJI vê como algo grave a acusação do ministro de que a matéria é falsa, tendo em vista que a revista utilizou fontes oficiais e documentos.

“É grave acusar quem faz jornalismo com base em fontes oficiais e documentos de difundir “fake news”, independentemente de o conteúdo estar correto ou não. Mais grave ainda é se utilizar deste conceito vago, que algumas autoridades usam para desqualificar tudo o que as desagrada, para determinar supressão de conteúdo jornalístico da internet. O precedente que se abre com essa medida é uma ameaça grave à liberdade de expressão, princípio constitucional que o STF afirma defender”, diz trecho da nota.

Confira a nota na íntegra!

Já a Associação Nacional dos Jornalistas (ANJ) e a Associação Nacional de Editores de Revistas (ANER) divulgaram nota conjunta p e rotestaram contra a decisão de Moraes de retirar do ar a reportagem intitulada “O amigo do amigo do meu pai”. Para as instituições, “a decisão configura claramente censura, vedada pela Constituição, cujos princípios cabem ser resguardados exatamente pelo STF”, afirmam as entidades no comunicado.

Confira a nota na íntegra!

Justiça Política

Recentes

25 setembro, 2019
O que o Congresso ressuscitou na Lei de Abuso de Autoridade

Listamos todos os pontos da Lei de Abuso de Autoridade que foram ressuscitados pelo Congresso ao derrubar os vetos de Jair Bolsonaro.

24 setembro, 2019
Presidente da Câmara dos EUA anuncia abertura de processo de impeachment contra Trump
em Mundo

Ele teria pedido para presidente da Ucrânia ajudar seu advogado a investigar filho de Joe Biden, principal pré-candidato democrata e seu possível adversário em eleição presidencial.

16 setembro, 2019
Romário terá de pagar R$ 408 mil de aluguéis atrasados no Lago Sul

A decisão, de primeira instância, é da 7ª Vara Cível de Brasília do TJDFT e se refere à mansão onde o senador morou, na QL 24

09 maio, 2019
TSE arquiva investigação de abuso de poder econômico contra Haddad

O colegiado do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu nesta quinta-feira (09), por unanimidade, arquivar a Ação de Investigação Judicial Eleitoral (AIJE), movida pelo deputado Kim Kataguiri

Por Cristiano Lima
09 maio, 2019
MP que combate fraudes no INSS é aprovada em comissão da Câmara

O relatório do deputado Paulo Martins (PSC-PR) sobre a Medida Provisória (871/19), que combate fraudes e irregularidades no Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi aprovada

Por Cristiano Lima
09 maio, 2019
Maia solicita alterações em decreto de Bolsonaro sobre armas e munições

O presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), pediu ao ministro da Casa Civil, Onyx Lorenzoni (DEM-RS), nesta quarta-feira (09), que sejam modificados trechos do decreto do presidente Jair Bolsonaro

Por Cristiano Lima